Aquisições para o plantel 2012 :: Guarda Marinhos e Bico de Lacre de Barriga Amarela

Não era para me meter nesta guerra mas tive a sorte de descobrir os dois melhores casais de Guarda Marinhos, que jamais tinha visto. Pertencem à subespécie amandava subflava subflava.
A grande maioria dos Guarda Marinhos que aparecem em exposição são o Amandava subflava clarkei (existem cerca de 5 subespécies). Esta é a espécie dominante no que diz respeito a concursos. Enquanto os clarkei são mais marcados lateralmente e o peito no machos é de um tom esverdeado, os subflava subflava perdem ligeiramente nas marcações laterais, mas ganham aos pontos no resto. São cor de fogo, apresentam listras oculares mais vivas.
Comparativamente… se ambas as subespécies forem apresentadas a concurso, existe uma forte possibilidade da subespécie mais colorida marcar mais pontos. Contudo, é tudo muito relativo pois depende da condição e plumagem quando as aves são apresentadas.

Já vi cruzamentos entre subflavas, ou melhor, subespécies, o que não é de todo aconselhável pois estamos a inviabilizar um determinado resultado e a destruir património genético (originar mestiços). Mas esta situação parece-me a menos comum, pois os lotes que vejo a chegar por aí ou são subflavas ou clarkeis.

Não era para criar esta espécie, acontece que me deparei acidentalmente com excelentes aves e tive de as adquirir. Espero colocar em breve fotos das aves.

_____________________________________________________________________________________________________________

 

Fiz recentemente em Itália, uma das aquisições mais inesperadas da minha vida. Simplesmente não esperava deparar-me tão cedo com uma das espécies de Bicos de Lacre mais desejadas por mim: o Bico de Lacre de Barriga Amarela (Estrilda quartinia). A par do Estrilda melanotis, nonnula e erythronotus, a quartinia é uma das mais bonitas.

Tal como o próprio nome indica, este Bico de Lacre tem a barriga amarela (este é um dos pontos de distinção do dimorfismo sexual entre aves). A cabeça e parte do peito é cinza, enquanto que as costas são de um tom verde. As supracaudais são vermelhas. Esta ave no bico distingue-se das espécies comuns ou típicas uma vez que a mandíbula superior do bico é preta, enquanto que a inferior é vermelha.

Mais uma vez, como as aves têm pouco tempo em minha casa ainda não vou tirar fotos. Assim aguardarei mais um tempo.

 

About Fernando Domingues

Criador de aves desde os 14 anos.

Posted on 26/11/2011, in Sem categorias. Bookmark the permalink. 1 Comentário.

  1. Boas Fernando, estive a vêr na net imagens dessa espécie pois não conheçia e devo-te dizer que são lindos!!!!!!! Então o bico metade de uma côr metade de outra é de deixar-me estupefacto com tanta beleza! Parabéns amigo e boa sorte!

    Luis Baleia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: