E assim começa a época 2012… mas só a 40%

Supostamente pensava aguentar as minhas aves até fins de Abril, mas foi totalmente impossível. Na última semana apareceram-me 9 ovos nos vasos dos viveiros, pelo que era impossível serem todos dos Bengalins da Índia… alguns dos ovos eram de rhodopygas. E como é que eu sei? Muito fácil, basta analisar as fêmeas, mas estas aves partilham uma particularidade, as fêmeas parecem doentes quando estão para iniciar a postura.

Assim sendo e não dando para aguentar, retirei os Faces Laranja e Bicos de Lacre da voadeira comum e deixei 2 casais de Guarda Marinhos, 1 casal de Bengalins da Índia e 2 casais de Bico de Lacre de Bico Preto. Foi uma tarde a preparar o viveiro, a introduzindo mais vegetação, a colher umas ervas específicas no campo para que as aves iniciem os ninhos, etc. Dois dias depois eis que desaparece o material todo para a construção dos ninhos… agora é deixar a natureza seguir o seu curso. Não sei que ninhos são… tudo o que eu sei é que já vi Rhodopygas, Bengalins da índia e Guarda Marinhos com palha no bico. As aves estão plenas de saúde, activas e pouco a pouco aumento as doses de alimento vivo, ou pensam que é só dar quando estão crias para nascer? Nada disso!

Agora é esperar para ver. Posso vir a ter dissabores com as aves nas novas instalações, pois podem não ter o tempo que necessitam para se adaptarem e lá vai a época de reprodução… por isso é que as novas aquisições estão no viveiro velho… Assim arranca mais uma época de reprodução, se as aves não estranharem as novas condições e pela forma como as preparei… reina a confiança. Os Bicos de Lacre agora são aves extremamente fáceis de se reproduzirem, são uns autênticos “Bengalins”- passo a expressão. Vou me dedicar apenas mais à cor, porque porte… é ver para crer. Perguntem ao meu amigo Mário Cabalu, por uma fêmea minha que ele me adquiriu.

Enquanto não vou tendo fotos desta época… deixo-vos a foto do meu macho de Bico de Lacre de Barriga Amarela – Estrilda quartinia (este ofereci ao Mário para ele tentar reproduzir lá em casa, pois só lhe restou a fêmea…) e uma fêmea de Bico de Lacre de Bico Preto – Estrilda Rhodopyga.

About Fernando Domingues

Criador de aves desde os 14 anos.

Posted on 19/03/2012, in Sem categorias. Bookmark the permalink. 2 comentários.

  1. jose maria matos silva

    fiquei muito contentwe com o email informativo obrigado um abraço .agradeço se possivel qual oalimento vivo que da as suas aves desde ja fico emensamente agradecido

    • Fernando Domingues

      Olá José,

      Peço desculpa pela resposta tardia, mas nem sempre tenho disponibilidade para responder prontamente.
      O alimento vivo que dou às minhas aves são as larvas de Tenébrio e Buffalo. Este ano vou começar a dar Mosca da Fruta.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: